Você sabia que o incomodo provocado pelo bruxismo pode ser aliviado com o uso da toxina botulínica? O bruxismo, para quem não conhece, caracteriza-se pelos movimentos excessivos e repetitivos de ranger e apertar os dentes, geralmente durante o sono. O tratamento consiste em fazer a aplicação da substância na musculatura da face, mais precisamente na região do músculo masseter e temporal anterior, resultando na redução da capacidade de contração do mesmo. Com isso, a articulação temporomandibular (ATM) não é forçada, diminuindo sua movimentação e, consequentemente, o apertar dos dentes.

E como isso acontece lá dentro do nosso corpo? A toxina botulínica faz um bloqueio neuromuscular, interrompendo a comunicação entre o músculo e o nervo. Ainda vai existir a contração muscular, porém, não com a mesma intensidade, proporcionando uma melhora na rigidez da musculatura e promovendo um alívio significativo da dor facial. Os pacientes relatam não somente a menor intensidade da dor, como também a diminuição na frequência e duração dos episódios dolorosos.

Após 48h da aplicação os efeitos positivos começam a surgir. O resultado final se dá, no entanto, após 15 dias a contar da aplicação.

Os efeitos colaterais geralmente são muito leves, com pequenas áreas de vermelhidão que somem poucas horas após a aplicação.

É importante ressaltar, no entanto, que a toxina botulínica não trata as causas do bruxismo e sim os incômodos decorrentes dele. Para tratar o problema em si, é necessário o uso de placas durante o sono e a correção da mordida em definitivo.  O efeito da aplicação da toxina começa a aparecer após 48 horas e tem seu pico de efeito após 15 dias. O resultado da aplicação não é permanente, começa a perder seu efeito por volta de 3 a 4 meses, devendo ser refeita após 6 meses da primeira aplicação.

 

Compartilhar

Adicionar Seu Comentário

2019 © Copyright Dra. Jamilly Braga.
Design por R3Tech .

Open chat
Powered by